top of page

Expandir-se em Si

“Expandir-se em si. Ser na totalidade da sua perfeita imperfeição.”


Seja por inteiro. Transborde!


A prática regular no nosso tapete vai muito além do alongamento do corpo. É um momento de reconexão completa.


Nos últimos meses, nos propusemos a trabalhar a Construção da nossa estabilidade emocional em cada aula. Nesse mês, trouxemos o tema Espaço para a reflexão nos explorando em diferentes ângulos no corpo, na mente e no coração. Particularmente, aprecio com gratidão a possibilidade que o yoga me oferece de acessar-me em todos os espaços desse lar que habito a cada desenrolar do meu tapete.


Como seres ambíguos que somos, nossa parcialidade é refletida nos meridianos do corpo. Lateralmente, somos divididos em hemisférios direito e esquerdo com funções muito distintas conforme nossas habilidades motoras e cerebrais. Somos o completo oposto também pelas perspectivas frontal e traseira, uma olhando para frente, a outra deixando para trás. Temos nas nossas cabeças a conexão com o superior e nos nossos pés as raizes com a terra. E como se esses opostos do corpo físico não fossem suficientes, ainda carregamos internamente as dessemelhanças da mente, na razão e na emoção, numa eterna competição pela nossa atenção.


Porém, como seres perfeitos que também somos, possuímos no eixo do nosso corpo um canal de energia que comunica cada uma dessas partes, conectando-as em todos os seus ângulos. Essa linha corre do topo da nossa cabeça à base da nossa coluna vertebral, os Nadis. E ele nos oferece uma função especial, sendo o centro de equilíbrio para todas as nossas ambivalências.


Trazendo para a prática, cada um desses lados nos influenciam na forma como respondemos à vida, ora de maneira mais tendenciosa, ora mais equilibrada. Nossas polaridades refletem imperfeições que nos fazem questionar e o que fazemos com essa observação é algo particular. Eu acredito no caminho da atenção com neutralidade, acolhendo cada face nesse eixo central, buscando o equilíbrio de suas vertentes para que sejamos a expressão da expansão daquilo que existe em nós. E você, como percebe cada ângulo de si?


Com amor,






Para a sua reflexão:

Exercício: Em Tadasana, a postura da montanha, observe o seu corpo (e mente) pelos ângulos oferecidos e reflita sobre suas qualidades e vulnerabilidades por alguns minutos. Como expressá-las em sua totalidade no dia de hoje?

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page